Posts Tagged 'sustinho de amor'

nhááááá

mas gosto de escutar voce falar sobre o que gosta

quer dizer amor pros peixinhos e pras romãs.

adoro representações visuais

No Festival Internacional de Dança do Recife de 2007, foi apresentado, no Santa Isabel, o espetáculo Tempo 76 da coreógrafa Mathilde Monnier. O espetáculo falava sobre o cotidiano utilizando o uníssono.
(esse vídeo é de um festival. o espetáculo é logo a primeira coisa a ser mostrada)
Lembro que as coisas que mais me impressionaram na apresentação foram o cenário (um gramado verde sintético), os dançarinos (com corpos totalmente diferentes entre si (gordos, magros, alto, baixos, asiáticos, europeus) e o efeito que a coreografia conseguia. De imediato lembrei de Janaina Calazans na aula falando sobre comunicação de massa:

Segundo Blumer, a massa possui quatro componentes:
1. Seus membros podem vir de qualquer profissão e de todas as camadas sociais.
2. A massa é um grupo anônimo ou, mais exatamente, composta de indivíduos anônimos.
3. Existe pouca interação ou troca de experiência entre os membros da massa.
4. A massa é “frouxamente” (informalmente) organizada e não é capaz de agir de comum acordo e com a unidade que caracteriza a multidão.

Foi uma representação visual de um conceito teórico genial para mim. Pensei “tudo faz sentido agora”.

Hoje faleceu a coreógrafa e bailarina alemã Pina Bausch. Não a conhecia, descobri através do twitter de Dani. No tweet ela linkou um vídeo. Ao vê-lo, levei o sustinho de amor e relembrei o conceito de massa de Blumer. Só que não há como negar, o resultado de Pina é muito mais tocante. E olha que eu só vi por vídeo. Imagina a catarse ao vivo. Através dos movimentos dos corpos do coro de dança se via muito mais imagens sendo formadas do que somente corpos em movimento. Lindo. E não há como não falar da interpretação dela solando. De chorar.

Mas bem, adoro representações visuais de conceitos teóricos ou não.